Cerimônia marca início das obras em regiões da Bacia do Ronda

Lançamento teve a presença da prefeita Elizabeth Schmidt e do diretor da Itaipu Enio Verri

A Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Planejamento, e a Itaipu Binacional realizaram na tarde da terça-feira (19) a cerimônia de início das obras de microdrenagem da Bacia do Rio Ronda e obras de pavimentação de 14 quilômetros de ruas nas vilas Cristina, Hilgemberg, Natel, Santo Antônio, Maracanã, Lina e Clock. Os investimentos são superiores a R$ 32 milhões.

As obras contemplam pavimentação e microdrenagem de ruas em regiões do entorno da Bacia do Rio Ronda. O projeto prevê investimento de quase R$ 32 milhões em obras de pavimentação de 14 quilômetros nas vilas, por meio de convênio entre a Prefeitura de Ponta Grossa e a Itaipu Binacional.

O convênio da Prefeitura com a hidroelétrica acontece por meio do programa ‘Itaipu Mais que Energia’, que engloba as ações socioambientais da empresa, tais como Educação Ambiental, Desenvolvimento Rural Sustentável e Gestão por Bacias Hidrográficas.

A prefeita Elizabeth Schmidt comenta que este pacote de obras é um divisor de águas para as vilas atendidas. Ela destaca que são quase 50 vias que receberão asfalto graças a esta parceria, bem como, o trabalho de microdrenagem no entorno, que visa acabar definitivamente com os alagamentos na região.

“Qualidade de vida a milhares de famílias que residem nas proximidades do Rio Ronda. Foram décadas de alagamentos, que afetaram as vidas destas famílias. Vamos acabar de vez com os problemas de enchentes nesta região e garantir o asfalto, acabando de vez com a lama e com a poeira”, disse a prefeita.

O diretor-geral da Itaipu, Enio Verri, comenta que o Governo Federal e a Itaipu têm um carinho muito especial por Ponta Grossa. Ele comenta que quando uma cidade tem a sociedade organizada nas associações, se tem o mundo da política juntando forças.

“Investimos R$ 17 milhões aqui para o arroio, junto com a parte da Prefeitura. Além disso, nós já investimos quase R$ 3 milhões em entidades, com o pessoal do esporte, também com os investimentos em avenidas, também em outros investimentos que estamos fazendo, e tem o dado novo, aqui em Ponta Grossa de investimentos em um barracão muito grande da CONAB”, disse Verri.

O deputado federal Aliel Machado destaca que um movimento que começou há alguns anos uniu forças para se concretizar neste momento a partir do trabalho dele enquanto deputado, da Prefeitura de Ponta Grossa, do Governo Federal e da Itaipu Binacional. “Além da pavimentação em si, da calçada, do passeio, teremos as obras de microdrenagem, ou seja, o escoamento correto da água, que vai ajudar na questão ambiental e que vai ajudar na questão do arroio da ronda”, lembrou Machado.

Luiz Henrique Honesko, secretário municipal de Infraestrutura e Planejamento, relata que as intervenções de microdrenagem são a primeira etapa para resolver os riscos de alagamento na BR-376, reduzindo a chance dos materiais provenientes de erosão das vias em leito natural irem parar no arroio.

Segundo ele, a condição das nascentes do Arroio da Ronda, que desemboca no Rio Tibagi, repercute de forma direta nas cheias que ocorrem em trechos da BR-376 e 373.

“Se faz necessário buscar alternativas que melhorem a absorção das águas e diminuam os impactos tanto das famílias que residem neste entorno da bacia, quanto dos motoristas na rodovia que são afetados pelas cheias, pelo risco de acidentes, como em congestionamentos gerados pelos alagamentos das pistas. Ciente desta necessidade, a Prefeitura investe 50% do valor total nesta grande obra na região da Bacia do Rio Ronda”, disse o secretário.

“A microdrenagem planejada também amenizará os impactos ambientais causados por inundações e erosões, comuns na região durante períodos chuvoso”, disse Honesko, que completa que os sistemas de microdrenagem sustentável contribuirão para a preservação do Arroio do Ronda e ecossistemas locais, minimizando a poluição e protegendo a qualidade da água.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.