O EMPATE NÃO ELIMINA O OPERÁRIO

Fantasma pode fazer história eliminando o Grêmio em solo gaúcho/Diomar Guimarães é o colunista do Operário no PG em Destaque

No próximo domingo (14), às 11 horas da manhã, no Estádio Centenário em Caxias do Sul, o Operário Ferroviário estará decidindo com o Grêmio RS, uma vaga para a quarta fase da Copa do Brasil.
Apesar da má fase que o time gaúcho atravessa, o Operário precisa jogar com inteligência e no erro do adversário, que mesmo no atual momento que é ruim merece o favoritismo para ser o vencedor.
No jogo em Ponta Grossa, houve empate em 0x0 sem muitas emoções.
No jogo de domingo em que tudo será decidido, o Operário precisa saber explorar alguns aspectos que podem favorecê-lo no jogo. Um dos fatores, sem dúvida, é o emocional, marcando forte e dificultando todas as ações ofensivas do adversário.
Para isso, na minha opinião, o Operário deve se utilizar de um esquema tático povoando mais o meio campo. Com uma formação mais compacta no setor, sem ser defensivo, o time alvinegro pode ter um jogo favorável, mesmo porque o empate não elimina o Operário e, sim, leva a decisão para as penalidades máximas.
Um meio-campo com Índio, Jacy, Vinícius Diniz, Rodrigo Rodrigues e Pedro Lucas à frente da linha de zagueiros estaria longe de ser defensivo, deixando um atacante, que poderia ser Felipe Augusto, se movimentando à frente.
Com certeza será um jogo, em que pese o empate também não elimine o Grêmio RS, que o time comandado por Renato Gaúcho será cobrado para sair de campo classificado no tempo normal, e esse é um fator que precisa ser levado em consideração pelo treinador Rafael Guanaes momento de armar o time que pode, mais uma vez, fazer história conquistando uma vaga inédita.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.