Lorinezz é a grande vencedora do 36º FUC

12 canções participaram do Festival Universitário da Canção

O 36º Festival Universitário da Canção (FUC) aconteceu no último sábado (15) e encheu o Cine-Teatro Ópera com música e momentos emocionantes. Nesta edição, as doze canções concorrentes arrancaram aplausos, gritos e lágrimas com diferentes estilos e letras carregadas de mensagens. A banda 50 Tons de Pretas finalizou a noite, com um show de encerramento que antecedeu a premiação que revelou os vencedores da competição.

Na categoria Engajamento Digital, foi premiada a dupla Os Cantantes, com “Se essa rua”. O segundo prêmio foi para Melhor Intérprete, conquistado por “Não era eu”, de Eulimo. Em sua primeira participação no FUC, Konann conquistou o troféu de Melhor Letra por “Preces”; e o público do Ópera escolheu “Relatos da Maria”, de Lorinezz, na categoria Júri Popular.

Em seguida, tiveram início as premiações para as três músicas vencedoras da competição. O rapper Konnan subiu novamente ao palco para receber o troféu de Terceiro Lugar. “Não era eu”, de Eulimo, conquistou o segundo lugar no Festival.

Com muita alegria e aplausos, o grande prêmio da noite foi para Lorinezz. Em lágrimas, ela dedicou o prêmio às milhões de mães que criam seus filhos sozinhas no Brasil e inspiraram a criar a canção vencedora.

A emoção teve início logo na abertura do Festival, com os mais de 500 espectadores assistindo a uma apresentação especial das vencedoras de edições anteriores. MUM e Vivian Bueno, primeiros lugares das edições 34 e 35, apresentaram canções autorais, entre elas “Sanguinária”, de MUM, vencedora do ano passado.

Foram prestadas homenagens póstumas. Ao toque de piano de Maria Cristina Scalise, os filhos da professora Maria Osseia dos Santos Dias, Leandro e Alan, cantaram em memória à mãe, falecida no início deste ano, e de pessoas que contribuíram para a música em Ponta Grossa, entre elas DJ Toom, que participou e foi premiado em duas edições do FUC.

Comandada pelas cantoras e instrumentistas Dejeane Arruée e Graziela Pires, a banda gaúcha 50 Tons de Preta trouxe a sua mensagem de combate ao racismo e valorização da música brasileira. As artistas agradeceram ao FUC por possibilitar o retorno do grupo, que interrompeu sua atividades devido às enchentes que atingiram a sua cidade, Porto Alegre.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.