Canziani explica benefícios da IA na gestão pública

Paraná será o primeiro a ter uma lei que regulamenta o uso de inteligência artificial

O Paraná está investindo na implementação da Inteligência Artificial (IA) para o aprimoramento e eficiência dos serviços públicos. Os primeiros passos para esse processo foram dados com a formalização do Plano de Diretrizes para Adoção da Inteligência Artificial na Administração Pública, assinado em junho pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Em entrevista exclusiva concedida nesta quarta-feira (10) ao telejornal Paraná em Pauta, da TV Paraná Turismo, o secretário estadual da Inovação, Modernização e Transformação Digital, Alex Canziani, explicou como o Paraná pretende ser o primeiro Estado a ter uma lei que regulamenta o uso da inteligência artificial na gestão pública. O tema é tendência mundial e tem potencial para trazer benefícios diretos aos cidadãos, sendo assim o Paraná quer ser o primeiro a ter uma lei que regulamenta o uso da IA no governo.

“A inteligência artificial é muito presente na nossa vida. Em aplicativos de navegação, de delivery de comida, de streaming ou nos nossos celulares, essa presença vai ser cada vez maior. Nós queremos fazer que o Paraná adote rapidamente a inteligência artificial para uso do cidadão, por isso estamos trabalhando em uma política voltada para ela”, afirmou Canziani.

O secretário ainda explicou que nos próximos dias será enviado para a Assembleia Legislativa um projeto em conjunto com a Secretaria do Planejamento sobre a regulamentação do uso de IA na gestão pública. “Vamos fazer o Paraná pioneiro no que diz respeito à implementação da inteligência artificial no governo”, acrescentou.

Uma das iniciativas abordadas pelo secretário foi o processo seletivo para a contratação de um diretor de Transformação Digital com foco em Inteligência Artificial. O processo é inédito e foi aberto pelo Governo do Paraná, por meio da Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital (SEI). A vaga atraiu 238 especialistas de 15 estados brasileiros.

O novo diretor terá como missão coordenar ações voltadas para a inovação tecnológica no estado, usando tecnologias emergentes de forma estratégica para estimular a modernização de serviços públicos, com melhoria de atendimentos, transparência de dados e processos automatizados.

QUALIFICAÇÃO – Além da contratação de um especialista em transformação digital e inteligência artificial, o Governo do Estado está investindo na formação profissional de jovens para atuarem no ramo da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Com o programa Talento Tech-PR, alunos do ensino médio e superior de 50 municípios do Paraná irão receber cursos profissionalizantes na área. A iniciativa tem investimento inicial de R$ 62 milhões articulada em conjunto com outras pastas, em parceria com grandes empresas de tecnologia sediadas ou com operações no Paraná.

Todas as mil vagas disponíveis para a primeira fase do programa foram preenchidas e as aulas têm início na próxima segunda-feira (15). Segundo o secretário da Inovação, o programa é voltado para as cidades mais vulneráveis do Paraná, considerando o Índice Ipardes de Desempenho Municipal (IPDM) e tem como objetivo desenvolver os municípios e aquecer a economia local.

“Queremos que os talentos formados tenham oportunidade de emprego na área de tecnologia dentro dos próprios municípios de origem. Porque não adianta a gente formar esses talentos e eles acabarem indo para Curitiba, Londrina ou São Paulo para trabalhar. Esse jovem vai ser uma referência na sua cidade, mostrando que é possível morar em uma cidade pequena, trabalhar em grandes empresas e trazer renda para suas famílias”, acrescentou o secretário.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.