‘Xô Dengue’ é realizado nas escolas e CMEIs de Ponta Grossa 

Alunos participam de dinâmicas e assistem espetáculo teatral com fantoches

A queda no número de casos da dengue em Ponta Grossa não diminuiu a intensidade das ações da Prefeitura Municipal no combate à doença. Além do atendimento 24 horas nas Unidades Sentinela e os mutirões que visitaram milhares de residência em todos os bairros, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) também realiza um amplo trabalho de conscientização com as crianças em Escolas Municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs): em pouco mais de dois meses, mais de 11,8 mil estudantes participaram das ações da campanha ‘Xô Dengue’.

Com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, os profissionais da FMS visitaram 68 escolas e CMEIs com abordagens adaptadas para cada faixa etária. “Realizamos as palestras e dinâmicas nos mesmos dias e localidades onde os mutirões municipais contra a dengue são realizados. Implantamos atividades diversificadas de acordo com a faixa etária de cada aluno, ou seja, para os alunos da educação infantil fizemos um teatro de fantoches, enquanto os alunos do ensino fundamental participaram de palestras que serviam como uma introdução para duas dinâmicas”, explica Joab Mello, um dos responsáveis pela iniciativa.

No caso das escolas municipais, os alunos também andam pela região em busca de focos do mosquito e também recebem orientações sobre sintomas clínicos, ciclo de vida do mosquito, formas de prevenção e combate à doença, além de participarem da musicalização com a música ‘Xô Dengue’. Só nesta semana, as equipes visitaram as Escolas Fulton Macedo (Uvaranas), Rubens Edgar Fustemberg (Palmeirinha) e Fioravante Slaviero (Vilela), além do CMEI Luiz Gonzaga Pinto (Palmeirinha).

Conscientização
Uns dos trunfos do projeto é disseminar as informações sobre a dengue de forma lúdica e fazer com que, além das crianças, a importância do combate aos focos do mosquito e de que é possível prevenir a Dengue seja um assunto também entre as famílias. “É uma estratégia utilizada em diversos segmentos, trabalhar para que as crianças sejam incentivadas a ensinar seus pais sobre o que aprenderam, reforçando assim seu próprio conhecimento e expandindo a conscientização nas famílias. No caso da Dengue, essa conscientização pode salvar vidas”, ressalta Priscila Degraf, presidente da FMS.

24 Horas
Mesmo com a baixa nos casos da doença, o atendimento 24 horas por dia nas Unidades Sentinela, localizadas ao lado dos terminais do transporte coletivo em Uvaranas, Nova Rússia e Oficinas, está mantido e amplia as opções de pronto atendimento para pessoas que tenham sintomas da Dengue. As Unidades Rômulo Pazzinato (Nova Rússia), Conrado Mansani (Uvaranas) e Cyro de Lima (Oficinas) possuem atendimento normal durante o horário comercial, das 9h às 17h, e no período noturno funcionam exclusivamente como Sentinelas.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.