‘Quero-quero’ vira contador de histórias em livros de professoras da rede municipal

Nos 200 anos de PG, obra ‘Quero-Quero contar histórias’, de professoras do município, traz o pássaro como contador de histórias da cidade

Você já descobriu o que querem os quero-queros? Duas professoras da rede municipal de Ponta Grossa tiveram um palpite: contar histórias. Nos 200 anos do município, outro pássaro, além das já conhecidas pombinhas, também resolveu dar seus depoimentos sobre a cidade.

A versão dos passarinhos, conhecidos por serem grandes protetores de seus ninhos, está no trabalho das novas autoras Evelyn Caroline Pacheco e Christiany Chedlovski, ambas professoras da rede municipal de ensino. Elas acabam de lançar a obra ‘Quero-Quero contar histórias’, em dois livros disponíveis nas estantes do projeto Pegaí Leitura Grátis, demonstrando que o ano do bicentenário será lembrado também por uma série de comemorações e revelações de talentos.

São dois livros em sequência, onde um quero-quero faz amizade com um aluno e, inesperadamente, narra histórias de Ponta Grossa. O primeiro, assinado por Cristiane, conta sobre o surgimento da cidade, enquanto o segundo, de Evelyn, conta sobre o Buraco do Padre – formação geológica rara e que hoje faz parte de uma propriedade privada, acessível sob compra de ingresso.

Os dois livros foram editados pela Texto e Contexto, com ilustrações de Marcela Ramos, e lançados pelo Pegaí com uma tiragem de 6.700 exemplares cada um. Nas estantes do projeto, espalhadas por 45 pontos em Ponta Grossa e em outros 15 municípios, é possível retirar as duas histórias.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.