Ponta Grossa Basquete/São Camilo busca a 1ª vitória na LDB contra o Pinheiros

Estreante na competição o time ponta-grossense perdeu para o Paulistano nesta terça-feira

Pelo terceiro dia consecutivo o Ponta Grossa Basquete/São Camilo entra em quadra para enfrentar um adversário paulista, o Pinheiros, nesta quarta-feira (26), às 11h15, no Ginásio Antonio Prado Júnior.

Apesar das derrotas para o Mogi Basquete (78×71) e o Pinheiros (82×70), a equipe ponta-grossense deixou boa impressão, como mostram as diferenças de sete e doze pontos no placar final.

A rodada do grupo A tem mais dois jogos: às 9h Viva Vida/Cetaf x Cruzeiro Basquete. E às 13h30, um duelo de invictos entre Paulistano e Mogi Basquete.

Pinheiros 82×70 Ponta Grossa/São Camilo. A defesa agressiva do Paulistano incomodou o Ponta Grossa, que não teve um bom aproveitamento nos arremessos de quadra, conseguindo se manter no primeiro quarto graças às faltas sofridas e aos lances livres convertidos.

O segundo quarto foi semelhante. A equipe paranaense atuou com paciência e conseguiu se manter próximo no placar quase até o intervalo. O Paulistano, no entanto, aproveitou suas últimas duas chances e abriu 10 de vantagem.

O terceiro período começou movimentado, com troca de cestas, até que o Paulistano começou a estagnar, errar arremessos de quadra, não saber contornar a situação e cair no jogo de paciência do Ponta Grossa. O jogo continuou aberto no período derradeiro, mas o Paulistano teve mais frieza e, com uma vantagem construída no primeiro tempo, confirmou o triunfo por 82×70.

Com 16 pontos, quatro rebotes e 18 de eficiência, Murilo foi o destaque do Paulistano. Gabriel Landeira, com 12 pontos, seis rebotes, quatro assistências e 17 de eficiência, e Vitinho, com 10 pontos, sete rebotes e 16 de eficiência, foram outros destaques.

Pelo lado do Ponta Grossa, JP de Paula (#6 foto) fez 11 pontos, sete rebotes e quatro assistências e 19 de eficiência. “Foi uma ótima partida, chegamos aqui com um plano de jogo, nós sabíamos da qualidade do Paulistano; nosso técnico tem feito um trabalho incrível com os meninos, que são muito talentosos, mas entramos na quadra para ser aguerridos, para brigar em todas as posses, atacar o rebote de ataque e o que faltou foi aquele algo-a-mais. “Temos muita coisa pela frente, o trabalho continua e sabemos que é um passo a mais todo dia”, destacou. Lucas Brandão (18 pontos, sete rebotes e 10 de eficiência) e Diogo (18 pontos, três rebotes, quatro assistências e 15 de eficiência) também se destacaram no confronto.

Pinheiros 82×43 IVV/Cetaf. As parciais de 15×11, 18×11, 27×10 e 22×11 mostram a superioridade do adversário dos ponta-grossenses nesta manhã. Enrico Oliveira foi o destaque no Pinheiros, com 17 pontos, cinco rebotes e 18 de eficiência. Além dele, Jojo (10 pontos, cinco assistências, três roubadas de bola e 17 de eficiência)  e Luiggi Fachin (oito pontos, nove rebotes e 18 de eficiência) fizeram a diferença.

Mogi 88×79 Cruzeiro. Repetindo a inconstância do jogo contra o Ponta Grossa/São Camilo o Mogi teve muitas dificuldades para se manter à frente do Cruzeiro, como mostra a diferença final de 9 pontos. Com os 12 pontos no último período, Felipe Gregate foi novamente o destaque do Mogi. Ele fez 34 pontos, sete rebotes, seis assistências e 30 de eficiência. Além dele, o Mogi contou com boa atuação de Vitinho, com 17 pontos, quatro rebotes, quatro assistências e 17 de eficiência, e Gustavo, com 14 pontos, 10 rebotes, quatro rebotes e 22 de eficiência.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.