OPERÁRIO PRECISA MELHORAR A PONTARIA

Colunista do Operário Ferroviário no Ponta Grossa em Destaque, Diomar Guimarães destaca a necessidade de mudanças no ataque do Fantasma

O Operário Ferroviário enfrenta na próxima segunda-feira (27), o Coritiba no Estádio Couto Pereira na capital do Estado. Com nove pontos ganhos, o Operário figura em nono lugar na tábua de classificação.

Neste início o Operário encontrou dois problemas, o primeiro em relação à arbitragem que prejudicou a equipe em dois jogos.

Em Brusque, o árbitro e o VAR acharam por bem não apitar um pênalti claro, bem como anular um gol legítimo do Operário no final do segundo tempo. No outro jogo, no Germano Kruger, contra o Ceará, após apitar um pênalti claro sobre Maxell, acabou voltando atrás por influência do VAR apitando a falta fora da área.

Sem dúvida foram prejuízos que se não fossem verificados dariam a essa altura ao Operário uma posição bem melhor na classificação. Com 13 pontos, hoje o Fantasma estaria na terceira colocação, portanto dentro do G4.

A outra situação precisa ser resolvida internamente. O setor ofensivo alvinegro em cinco jogos marcou apenas um gol, ainda assim do zagueiro William Machado.

Por incrível que pareça, a equipe tem criado situações, mas na hora da conclusão acaba falhando, deixando de anotar os gols.

Para o jogo contra o Coritiba, o treinador Rafael Guanaes acena com mudanças no setor. Com certeza é preciso mudar. Ronaldo em má fase precisa de um descanso, Cássio Gabriel como meia dificilmente pisa na área. Além disso Pedro Lucas e Daniel Lima estão pedindo passagem e precisam ganhar uma oportunidade de atuar desde o início.

Outro jogador que precisa de uma sequência é o atacante Filipe Claudino. É jovem prata da casa e sempre que entrou mostrou capacidade técnica para atuar no time titular.

Rafael Guanaes tem opções para mudar e precisa mudar.

O ataque precisa marcar gols, pois sem gols não se ganha jogo e sem vitórias nos jogos o Operário pode despencar na classificação e voltar a flertar com a Zona do Rebaixamento.

O jogo contra o Coritiba não será nada fácil. O time da Capital também necessita da vitória e tem o pior ataque do campeonato.

Será um jogo em que os dois precisam ganhar, jogo de extremo equilíbrio, mas o Operário precisa voltar a marcar gols e vencer. Mesmo no Couto Pereira é preciso buscar a vitória que manterá o Operário na parte de cima da tabela.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.