Kalunga anuncia pré-candidatura à vereador em Carambeí

Na noite da última sexta-feira (26), o servidor público municipal Marcos Aurélio Barbosa, Kalunga, anunciou oficialmente a sua pré-candidatura ao cargo de vereador no município de Carambeí.

Kalunga possui aproximadamente 30 anos de serviço público prestado e pretende concorrer nas eleições deste ano pela primeira vez. O interesse de Kalunga em disputar as eleições foi anunciado em uma confraternização, onde estiveram presentes familiares, amigos e algumas lideranças locais, como a prefeita Municipal, Elisangela Pedroso (PL), e assessores que, na ocasião, representavam o deputado estadual e secretário de Estado de Inovação, Modernização e Transformação Digital do Paraná, Marcelo Rangel (PSD). Além disso, alguns secretários municipais, diretores, ex-secretários e ex-vereadores de Carambeí também marcaram presença no encontro.


Kalunga, que atualmente está filiado ao Partido Liberal (PL), o mesmo partido da prefeita, expressou seu compromisso com o desenvolvimento e bem-estar da comunidade de Carambeí. Com experiência tanto no serviço público quanto em iniciativas voltadas para o esporte e lazer, Kalunga pretende trazer novas ideias e soluções para os desafios enfrentados pelo município.

“Com muita humildade, venho colocar o meu nome à disposição da população de Carambeí. Acredito que, após alguns anos de serviço público prestado, tenho condições de colaborar com o desenvolvimento da nossa cidade por meio do Legislativo. Sempre busquei contribuir ao máximo como servidor. É isso que desejo fazer por meio da Câmara de Vereadores, caso eu viabilize a minha candidatura”, diz.

Para a prefeita Elisangela Pedroso, o conhecimento de questões sensíveis à administração pública é essencial para que se faça um bom trabalho dentro do Poder Legislativo. “O Marcos Aurélio é servidor de carreira há muito tempo e em uma área vital em qualquer município do Brasil, que é a Saúde. Essa experiência e conhecimento do andamento da ‘máquina pública’ é fundamental para quem almeja a vereança”, destaca.

Na sequência, o nome de Kalunga deve ser avaliado por correligionários.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.