Incêndio destrói casa de ‘Duda Gaúcha’ em PG e família pede ajuda para recuperação

Na madrugada de 15 de junho, a residência de Leozilda Chimiloski, conhecida como Duda Gaúcha, foi completamente incendiada no núcleo Santa Paula, em Ponta Grossa.

No momento do incêndio, apenas o filho de 12 anos de Duda e dois parentes maiores de idade estavam na casa. “Foi o meu menino que acordou os outros, fazendo eles levantarem e saírem correndo. Quando eu cheguei, o fogo já estava forte”, relatou Duda ao Portal aRede.

Ao perceber a situação, Duda entrou rapidamente na casa para salvar seus animais de estimação, incluindo gatos, cachorros, coelhos e patos. “Entrei em meio ao fogo pra retirar os animais que estavam perdidos com a fumaça”, contou. Alguns dias após o incêndio, uma de suas cachorrinhas, que estava prenha, teve filhotes.

Durante o resgate dos animais, Duda sofreu queimaduras na cabeça, no rosto e nos braços. Os médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e os socorristas do Corpo de Bombeiros foram acionados para prestar atendimento. No entanto, nenhum material da casa foi salvo, restando apenas a garagem. As causas do incêndio estão sendo investigadas.

Pedido de ajuda

Devido à gravidade da situação, nenhum móvel, produto, vestimenta ou alimento foi recuperado. Duda Gaúcha pede o apoio da população de Ponta Grossa para a recuperação.

Ela e a família estão aceitando doações de móveis, eletrodomésticos, alimentos, ração de animais, roupas e materiais de construção como areia, pedras, tijolos, madeiramento, cimento, ferro, fios de luz e canos. Duda se disponibilizou a buscar as doações, se necessário.

Quem puder realizar doações em dinheiro pode utilizar a chave PIX: (42) 9 8835-3069 – Leozilda Chimiloski.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.