Confira quais serão os desafios do Operário Ferroviário em 2024

Comentário Especial de Diomar Guimarães.

O Operário Ferroviário inicia nesta segunda feira (04), a terceira semana de treinamentos visando a temporada 2024, que terá grandes desafios para o nosso Fantasma de Vila Oficinas.

O Operário terá pela frente competições difíceis, a começar pelo Campeonato Paranaense já iniciando o ano, em janeiro.

A estreia será no dia 18, no Germano Kruger, contra o Londrina e o objetivo, é primeiro se manter entre os quatro primeiros, posições que garantem vaga para Copa do Brasil do ano seguinte.

Há três anos o Operário tem chegado a fase semifinal garantindo a vaga na competição nacional. Mas, a meta em 2024 é novamente chegar a final do Estadual, esperando repetir o feito de 2015 quando se tornou Campeão Paranaense, uma vez que se credencia como um dos candidatos ao título paranaense.

A Copa do Brasil é outra competição que o Operário mira passar pelo menos até a terceira fase, o que não aconteceu nos dois anos anteriores, quando o alvinegro foi eliminado na primeira fase. A evolução até a terceira fase dará ao Grupo Gestor suporte financeiro para investimentos a curto prazo, em relação a Série B que é outra competição importante que o alvinegro terá em 2024.

Após o rebaixamento em 2022, a temporada de 2023 teve prioridade total para retornar a Série B, vaga conquistada através de muito trabalho e determinação, não só da comissão técnica e jogadores, bem como de toda a diretoria.

Em termos de rendimento, a meta inicial na Série B, é a conquista dos 43 pontos que garantirá a manutenção da equipe na competição nacional para 2025. Após isso sonhar talvez com coisas melhores.

Para enfrentar todos os desafios que aguardam o Operário Ferroviário em 2024, o Grupo Gestor optou pela manutenção de 80% do elenco da temporada anterior e buscou reforços pontuais no mercado.

Foram oito jogadores. João Denoni, volante ex Maringá, Rodriguinho, experiente meia vindo do Clube do Remo, Pacheco lateral direito titular do Ituano por sete temporadas, Guilherme Pira atacante vindo de Portugal, Wallace atacante que esteve em 2023 no Náutico (PE), Ronaldo centroavante artilheiro do Novorizontino na Série B, Jacy volante ex-Cascavel e Paysandu e Neto Paraíba meia vindo do Sampaio Corrêa.

Teoricamente o elenco é de muita qualidade para enfrentar os difíceis desafios que esperam o Operário em 2024. A diretoria entende que, para começar a temporada, o quadro já está fechado, mas não descarta mudanças e ajustes durante a disputa das competições, principalmente antes de iniciar a Série B.

Enquanto isto, na prática, os trabalhos de pré-temporada continuam. Nesta segunda-feira, 04, os jogadores se reapresentam para reinício dos trabalhados, depois de uma folga no final de semana. Na semana passada, em jogo treino, o Operário venceu o Maringá por 3×1, com elogios do técnico Rafael Guanaes ao posicionamento da equipe.

A expectativa da grande torcida operariana, é de que na prática tudo se confirme e que o Operário faça uma grande temporada.
Abraço a todos!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.